Apoio:

A ONU determina que países desenvolvidos destinem uma porcentagem anual de seu PNB (Produto Nacional Bruto) em auxílio a países subdesenvolvidos, como uma forma de proporcionar um incremento no desenvolvimento através da absorção de cultura e tecnologia.

O Japão, por fazer parte deste grupo de países desenvolvidos, acatou a determinação da ONU, desenvolvendo diversas formas de auxílio aos países do Terceiro Mundo. Uma das formas foi a criação da bolsa de estudo em forma de estágio profissional (kenshu), que teve início nos primeiros anos da década de 70.

O processo iniciou-se com a adesão de algumas províncias, sendo que foram enviados ao Japão cerca de 10 estagiários. Atualmente, estes estágios proporcionam um envio anual de cerca de 50 pessoas para um período de 3 a 12 meses de aprendizado em diversas áreas.

Inicialmente era totalmente subsidiada pelo Governo Japonês, onde 1/3 era arcado pelo Governo da Província e 2/3 pelo Gaimusho. Hoje, é financiada totalmente pelo Governo da Província.

Diferente da bolsa Kenpi Ryugaku, esta bolsa é voltada principalmente para o aperfeiçoamento profissional, permitindo aos jovens realizarem estágios em escritórios, fábricas ou hospitais, lado a lado com profissionais japoneses. 

A organização dos estágios no Japão está a cargo dos Governos de cada Província e são coordenados pelo Gaimusho. No Brasil, a organização está a cargo das Associações de Províncias (Kenjinkais) e são coordenados pela Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil (Kenren). 

Esta é uma modalidade de bolsa de <strong>estágio técnico</strong> oferecida pelos Governos de Províncias. Normalmente os estágios são realizados em empresas privadas ou instituições públicas dentro da província.


Pré-requisitos

- Formação profissional na área do estágio pretendido

- Nacionalidade brasileira

- Na maioria dos casos exige-se ascendência da província

- Ter conhecimento do idioma japonês

- Idade variável de acordo com critérios de cada província

- Ser preferencialmente solteiro

- Geralmente exige-se participação no Kenjinkai

 

Condições oferecidas

- Passagem de ida e volta

- Ajuda de custo: bolsa auxílio entre ¥100.000 e ¥200.000 por mês

- Duração de 3 meses a 1 ano, de acordo com a província

- Seguro de vida e saúde

- Alojamento

 

Inscrições e seleção

As inscrições deverão ser realizadas junto a respectiva Associação de Província no Brasil (Kenjinkai). Via de regra, as inscrições são no início do mês de julho, porém variam de acordo com a província. A seleção geralmente é realizada através de prova escrita em japonês e de conhecimentos gerais, leitura de textos e entrevista em japonês. Este processo de seleção geralmente ocorre em meados do mês de setembro.

 

Informações

Na respectiva Associação de Província (Kenjinkai).